CAGED

Preencha os dados de sua empresa e receba uma proposta comercial personalizada para sua empresa ou entre em contato pelo 0800 887 05 79

NOVA NORMA OBRIGA EMPREGADORES A APRESENTAREM CÓDIGO DE EXAME TOXICOLÓGICO DE SEUS MOTORISTAS NO CAGED 

Medida é benéfica e o Maxilabor é um dos principais laboratórios capazes de atender a mais esta necessidade do mercado, já que possui médico revisor permanentemente em suas instalações

Desde 13 de setembro, as empresas passaram a ter de informar ao Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED, do Ministério do Trabalho, a realização de exame toxicológico nos motoristas admitidos e demitidos.

Além do código do exame toxicológico, o empregador deve declarar a data (Dia/Mês/Ano), o CNPJ do Laboratório, UF e o CRM do médico que assina o laudo.

Vale ressaltar, que segundo a Lei 13.103 e a Portaria 116, o exame toxicológico é exigido, também, para a admissão e demissão de motoristas profissionais do transporte rodoviário coletivo de passageiros e de cargas.

Para o Maxilabor, a medida é um avanço, pois as empresas terão funcionários que se encaixam no perfil exigido por lei. Além disso, desde sua fundação em 1999, o laboratório conta com um médico revisor reconhecido internacionalmente e apto a inserir seu CRM no campo exigido pela nova norma.

O Maxilabor Diagnósticos é pioneiro na implantação do Programa de Prevenção e Controle do Uso de Substâncias Psicoativas na Empresa – CUIDE. Este programa é eficaz no combate ao consumo de drogas lícitas e ilícitas no ambiente corporativo, sendo conduzido por profissionais da área da saúde, especialistas em Dependência Química e Comportamentos Compulsivos.

O Maxilabor é, ainda, credenciado pelo DENATRAN, tem tecnologia de ponta, menor prazo e melhor preço de mercado.

Para outras informações, entre em contato com o departamento comercial pelo (11) 3050-8960 ou pelo 0800 887 05 79.

CAGED

CAGED é a sigla de identificação do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados: uma base de dados de pesquisas e estudos, que informa o governo a cada mês, as admissões e demissões de empregados sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) no país.