skip to Main Content
0800 100 2365 contato@maxilabor.com.br
FEVEREIRO LARANJA – LEUCEMIA

FEVEREIRO LARANJA – LEUCEMIA

  • Geral

O mês de fevereiro é um mês de ações dedicadas ao diagnóstico precoce da leucemia e à conscientização sobre a doação de medula óssea. O objetivo é fazer um alerta sobre a importância dos cuidados com a saúde e da realização constante de exames, com uma ação educativa e preventiva.

A leucemia é uma doença originada na medula óssea, local em que as células de sangue são formadas. Esse tipo de câncer acomete os leucócitos, também conhecidos como glóbulos brancos, os quais começam a se reproduzir de maneira descontrolada, dando início aos primeiros sinais da doença.

Alguns dos principais sintomas são fadiga, falta de ar, palpitação, dor de cabeça, entre outros, causados pela redução dos glóbulos brancos que provoca baixa da imunidade, deixando o organismo mais sujeito a infecções muitas vezes graves ou recorrentes.

Com a diminuição das plaquetas pode ocorrer sangramentos, sendo os mais comuns nas gengivas e pelo nariz e, ainda, manchas roxas (equimoses) e/ou pontos roxos na pele.

Só quem pode dar um diagnóstico preciso é um médico que necessitará realizar a coleta de medula óssea para exames específicos. De forma geral, o tratamento inclui a quimioterapia e pode ser indicado também o transplante de medula óssea.

Vale dizer que a leucemia é uma doença que pode atingir de crianças a idosos e que quando o diagnóstico é precoce, a chance de cura pode ser maior.

Fique atento se:

Palidez, cansaço e febre

Aumento de gânglios

Infecções persistentes ou recorrentes

Hematomas

Petéquias – um pequeno ponto vermelho no corpo, na pele ou mucosas, causado por uma pequena hemorragia de vasos sanguíneos. Em contraste com outras manchas na pele, as petéquias não somem ou clareiam quando são pressionadas

Sangramentos inexplicados

Aumento do baço e do fígado

Como se tornar um doador de medula óssea

A cura deste tipo de câncer pode passar também pelo transplante de medula óssea e para se tornar doador é necessário realizar um cadastro no órgão que busca doadores no Brasil e nos registros estrangeiros, o chamado Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea – REDOME  

Como condição essencial é preciso ter entre 18 e 55 anos de idade, estar com a saúde em bom estado geral, não ter doença infecciosa ou incapacitante, não possuir diagnóstico oncológico e doenças hematológicas ou do sistema imunológico. Algumas questões de saúde não impedem a doação, mas é necessária a análise de cada caso por um especialista.

Com informações do Instituto Nacional do Câncer – REDOME – Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea.

Back To Top
COMUNICADO IMPORTANTE


Informamos que o Maxilabor funcionará normalmente no período de fase vermelha do Estado de São Paulo, por estar enquadrado como Serviço Essencial.