skip to Main Content
0800 100 2365 contato@maxilabor.com.br
Vacina Do Coronavírus – Luz No Fim Do Túnel

Vacina do coronavírus – luz no fim do túnel

O dia 21 de julho é um marco para os brasileiros nesta pandemia de coronavírus. A vacina contra o COVID-19, chamada Coronavac, foi aplicada na primeira voluntária, uma médica do Hospital das Clínicas – HC, que faz parte de um grupo de nove mil voluntários que receberão a vacina em 11 centros de pesquisa. O governo estima, que o estudo deverá ser concluído até setembro. Se os testes forem bem-sucedidos, a vacina pode começar a ser produzida no início de 2021.

Os primeiros 890 voluntários a receber a vacina contra o coronavírus são médicos, enfermeiros e profissionais de saúde do HC, que serão acompanhados por médicos e coordenadores da pesquisa durante todo o processo.

Os testes fazem parte de uma parceria com o Instituto Butantã e as vacinas chegaram da China, em voo da Lufthansa, com escala em Frankfurt. Segundo o governo de São Paulo, o Instituto Butantã está adaptando uma fábrica para a produção da vacina contra o coronavírus. A capacidade de produção é de até 100 milhões de doses. O acordo com o laboratório chinês prevê que, se a vacina for efetiva, o Brasil receberá ainda 60 milhões de doses fabricadas na China para distribuição.

 

Com informações de Gonçalo Júnior, O Estado de S.Paulo

Back To Top